segunda-feira, 17 de junho de 2013

Saúde: Antioxidantes: Conceito, Ação e Benefícios


Hodiernamente, esse vem sendo um assunto bastante estudado e discutido, principalmente pelo conhecimento de alguns dos malefícios provocados por radicais livres. Esses, por sua vez, são produzidos pelo nosso organismo durante processos de respiração e produção de energia, reagindo com DNA, RNA, proteínas e outras substâncias oxidáveis. Dentre os efeitos da produção excessiva desses radicais podemos citar o envelhecimento precoce, como também a instalação de várias doenças crônicas degenerativas.

Os antioxidantes, em si, são alimentos que em sua funcionalidade atuam de forma benéfica protegendo as células humanas de danos causados pelos radicais livres. E quando há um aumento da produção desses radicais com baixa ingestão de antioxidantes na alimentação, acontece um desequilíbrio, o que chamamos de “estresse oxidativo”.

Chá verde, linhaça, castanha do Pará, azeite de oliva, tomate, ameixa, maçã, goiaba, laranja, cenoura, soja, uva, vinho, são apenas alguns dos alimentos que tem efeito protetor.

Os benefícios de uma alimentação rica em antioxidantes e vão muito além de ter uma pele bonita e saudável, pois durante décadas estudos vem comprovando a eficácia dos mesmos em relação a baixa incidência de doenças crônicas, como câncer (mama, próstata, pulmão, estomago, útero), dislipidemias, artrite, aterosclerose, hipertensão, como também no que diz respeito a retardar o envelhecimento e aumento da atividade imunológica, desde que consumidos regularmente e de forma equilibrada. 

É importante salientar que a atividade física também é um fator coadjuvante nesse processo preventivo, e que desequilíbrios corporais, no que diz respeito a produção exagerada de radicais livres, devem e podem ser evitados, basta que o indivíduo tenha força de vontade e interesse por viver de forma melhor.

Contato para sugestões de temas, dúvidas e reclamações: jessica_keyse@hotmail.com.

Jéssica Keyse, acadêmica do curso de Bacharelado em Nutrição e Monitora de Práticas em Saúde Coletiva, pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG.