sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Emparn registra chuva em 70 municípios no Rio Grande do Norte




Se a previsão da Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) se confirmar, as chuvas devem continuar em várias cidades do Estado. Segundo o órgão, as chuvas vêm sendo causadas por áreas de instabilidade sobre o oceano Atlântico, próximo à costa, associadas à circulação do vento em baixos níveis da atmosfera e a Zona de Convergência Intertropical sobre o Nordeste.

Em Natal, o tempo mudou desde a última quarta-feira (29). Em menos de 24 horas, choveu mais do que a média de chuva normal para janeiro, que é de aproximadamente 55mm. E, com a chuva, vários transtornos foram registrados, a exemplo dos pontos de alagamentos que deixaram o trânsito lento. Para trafegar em alguns trechos, foi preciso cuidado e paciência, já que alguns locais tiveram canteiros cobertos pela água.

Além da capital, outros municípios da mesorregião leste potiguar registraram chuvas, a exemplo de Canguaretama, com 102,5mm, Senador Georgino Avelino, 93,3mm, Baía Formosa, 92,8mm, e Goianinha, com 86,3mm.

Os moradores das demais regiões do Estado também sentiram mudança no tempo. As chuvas ainda diminuíram as temperaturas nas cidades do Agreste e do Oeste potiguar.


De acordo com o boletim da Emparn, no período de 29 a 30 de janeiro, dos 197 postos existentes, 70 registraram chuvas, sendo que desse total, 30 são de cidades da região Oeste. O órgão não teve acesso aos dados de outros 82 postos, e os 45 restantes não registraram chuvas.


fonte: Blog do JP.