quarta-feira, 2 de abril de 2014

Programa Mais Médicos abre novas vagas para o RN




O Ministério da Saúde abriu ontem a quinta etapa do Programa Mais Médicos. Além da inscrição de profissionais, o governo pré-selecionou 310 municípios que estão estão em área de vulnerabilidade social ou com com dificuldades para completar as equipes do Programa Saúde da Família (PSF). No Rio Grande do Norte foram pré-selecionados 12 municípios, entre eles Mossoró, Parnamirim e São Gonçalo, os três mais populosos depois da capital.

Ouvidos ontem pela TN, Parnamirim e São Gonçalo disseram que não vão pedir credenciamento por entender que os serviços de atenção básica estão funcionando a contento. O prefeito Ivan Júnior, de Assu, outro município pré-selecionado, disse que já requisitou cinco médicos. Três vão repor vagas no PSF e outros dois irão compor as novas equipes que serão criadas para reforçar o atendimento à população.

“Essa etapa nos permitirá fazer uma ampliação para além de 100% da meta atingida, nos dando a oportunidade de olhar diretamente para onde estrategicamente o programa terá maior impacto por atender condições de altíssima vulnerabilidade”, explicou o ministro da Saúde Arthur Chioro.

O quinto ciclo também abrirá nova oportunidade para médicos brasileiros e estrangeiros, que têm até amanhã, dia 3, para concluir a inscrição. Como definido desde o lançamento do Mais Médicos, os brasileiros terão prioridade no preenchimento dos postos apontados, seguidos dos médicos brasileiros formados no exterior e dos estrangeiros.

O início das atividades nos municípios dos médicos do quinto ciclo com CRM no Brasil está previsto para 5 de maio e os formados no exterior para o início de junho, após aprovação no módulo de acolhimento e avaliação do Programa. Em abril, com o início das atividades dos médicos selecionados no quarto ciclo, serão 13.235 mil profissionais do Mais Médicos atuando nas unidades básicas de saúde de 4.040 municípios, ampliando o atendimento para mais de 46 milhões de brasileiros.

Cubana


E a médica cubana Ramona Rodriguez, que abandonou o programa Mais Médicos em fevereiro deste ano alegando ter sido enganada na questão salarial,  desembarcou segunda-feira em Miami, depois de ter conseguido asilo político nos Estados Unidos. A informação foi confirmada pela Associação Médica Brasileira (AMB), onde a cubana ficou trabalhando provisoriamente depois que abandonou o programa.

CURTA: FACEBOOK.COM/PORTALRAFAELFERNANDES

fonte: Blog do JP.
imagem: Pesquisa Google.