quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Após passar campanha eleitoral recuado, Prefeito de São Miguel reaparece tentando "pegar carona" nas vitórias de Galeno Torquato e Robinson Faria



Prefeito, Dario Vieira, pouco ou nada fez para fortalecer a candidatura de Galeno Torquato em São Miguel.

Invertendo uma conhecida expressão popular, digo que seria trágica, se não fosse cômica a nota encaminhada à imprensa pelo Prefeito de São Miguel, Dario Vieira, comentando o resultado das eleições 2014, especialmente quando se referiu às vitórias dos "seus candidatos" Galeno Torquato (Deputado Estadual) e Robinson Faria (Governador) no município que governa.

Oras, na terra do padroeiro São Miguel Arcanjo é de conhecimento público que o Prefeito Dario Vieira pouco ou nada fez para fortalecer a candidatura de Galeno Torquato na cidade serrana, inclusive, tendo sido encarado durante toda a campanha eleitoral como uma figura ausente, ante o seu comportamento totalmente ambíguo.

Ademais, circularam informações durante o período eleitoral dando conta que a irmã do gestor micaelense, Vereadora Adalcina Vieira, além de alguns secretários da administração municipal, pediram nos bastidores para que os seus correligionários e amigos próximos votassem no Deputado Raimundo Fernandes, supostamente, objetivando o enfraquecimento da postulação de Galeno Torquato em sua própria terra natal.

O mais estranho disso tudo é que Galeno Torquato concentrou, nas eleições municipais de 2012, todos os seus esforços para eleger Dario Vieira como seu sucessor na Prefeitura de São Miguel, contudo, aparentemente, todo o seu empenho parece ter sido esquecido pelo prefeito, sua irmã e seus asseclas (bajuladores), de forma vergonhosa.

Para completar o festival de ingratidão, o nome de Dario Vieira chegou a ser comentado nos bastidores da campanha, no primeiro e segundo turno, como uma provável adesão a ser conquistada por Henrique Alves no Alto Oeste e que, segundo comentários dos "filhos de Candinha", só não aconteceu porque o alcaide teria preferido ficar em "cima do muro" para não ficar "mal na fita" com o governador eleito, independentemente de quem tivesse saído como vitorioso.

Mas, agora, com os resultados amplamente favoráveis ao fortalecimento da liderança de Galeno Torquato em nível estadual, ficou fácil para o Prefeito Dario dizer que o seu candidato a governador de direito foi Robinson Faria, quando muitos acreditam que de fato foi Henrique Alves. Que trapalhada, hein!?

Em verdade, reputo como lamentável a postura dúbia que, possivelmente, foi adotada por Dario Vieira, pois, na minha opinião, se como político ele não consegue passar confiança para os seus amigos de "primeira hora", não terá condições de receber o crédito da população de que mudará o seu estilo desastroso de administrar, mesmo contando com o apoio institucional das principais forças políticas do Rio Grande do Norte.

Finalizo essa postagem com um pensamento do Mestre Yoshihide Shinzato: "Se você não possui o sentimento de lealdade, vá buscá-lo! Somente os nobres o possuem."



Fonte/imagem: Politica pauferrense