quinta-feira, 11 de junho de 2015

Em matéria, Governo do Estado conta com água da barragem de Pau dos Ferros para abastecer 13 municípios

A barragem de Pau dos Ferros tem, atualmente, apenas 0,70% da sua capacidade


Em matéria divulgada hoje, 11, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte, informou que o Secretário Mairton França, conseguiu assegurar, na tarde de ontem (10), em Brasília, o orçamento para conclusão das obras do sistema adutor do Alto Oeste.

Segundo a matéria, "a previsão para o término do sistema é de 3 a 4 meses, contando a partir do seu efetivo reinício", e ela prossegue "Essa adutora vai minimizar bastante as dificuldades causadas por esse longo período de estiagem, para ter ideia do impacto positivo, ela vai permitir que dez municípios, do Alto Oeste, saiam da situação de colapso e outros três saiam do sistema de rodízio” ressaltou Mairton.

E no fim do informativo, eles asseguram que "já com a água do açude de Pau dos Ferros serão beneficiadas as cidades de Luís Gomes, São Francisco do Oeste, Rafael Fernandes, Marcelino Vieira, Pilões, Alexandria, Tenente Ananias, Riacho de Santana, Água Nova, José da Penha, Major Sales, Paraná e Pau dos Ferros."

Acredito que esqueceram de informar ao secretário que, atualmente, segundo o site da própria SEMARH, a Barragem de Pau dos Ferros conta com apenas 0,70% de sua capacidade total, ou seja, 382.622 m³ dos seus 54.846.000 m³. Que a própria cidade de Pau dos Ferros não é mais abastecida com água daquele reservatório.

Seria louvável, que além desses recursos, chegassem também a transposição do Rio São Francisco. Afinal, o pleno funcionamento desta adutora, só aconteceria com esta transposição. 

Além disto, qualquer observador primário é capaz de saber que a Barragem de Pau dos Ferros não tem capacidade de abastecer 13 municípios, sem que exista uma regularidade nas chuvas ou uma fonte perene de água, que é o caso da transposição.

Ao que parece, o governo insiste em alimentar esperanças de um povo sofrido e cansado de promessas e de propagandas de "obras milagrosas". Pois, ao que se ver, é que junto com o fim da obra, vai ter água em abundância para abastecer todos as cidades.


Lamentável...

Fonte: Blog do JP.