segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Rafael Fernandes-RN, conheça um pouco mais sobre a nossa origem

Bandeira do município.


Esta semana o município de Rafael Fernandes, completará 52 anos de emancipação política. A data de aniversário será à próxima quarta (21). 



Como havíamos anunciado estamos preparando uma matéria para esta data abordando sua emancipação, origem do nome "Rafael Fernandes" além de várias fotos antigas e atuais de diversos pontos da cidade. Dando sequencia faremos hoje uma viagem no tempo mostrando um pouco mais de nossa origem e como se deu o surgimento do nosso município.

O início

O município de Rafael Fernandes teve o seu povoamento iniciado na segunda metade do século XIX, em face dos recursos naturais disponíveis, que contribuiriam para o desenvolvimento de inúmeras atividades econômicas, tais como agricultura, pecuária e a pesca. Uma demonstração disto é que a maioria das comunidades rurais, inclusive a sede do município, foi formada as margens do Rio Apodi – Mossoró, haja vista a fertilidade do solo e facilidade para explorá-lo.

A partir deste período foram se formando pequenos núcleos familiares nas atuais comunidades rurais de Gangorra, Espaduado, Vazinha (atual sede do município), Maretas e Malhada Alta.

Ao longo do curso do Rio Apodi-Mossoró foram formando, principalmente, no período de estiagem, pequenas Várzeas, que eram pontos de paradas, onde os vaqueiros seguindo a rota das estradas-das-boiadas deixavam o gado solto nas propriedades - que não eram cercadas - para descanso e alimentação a fim de agüentar e não chegar magro no mercado onde se dava o abate e a comercialização.

Era comum, a comunicação entre os vaqueiros, ao afirmar que o gado se encontravam alimentando nas várzeas, depois varzinha e devido ao costume local tornou-se "Vazinha".

Com o passar dos tempos o pequeno povoado foi cultivando a religião como ícone fundamental à fundação de uma cidade. Em 1942, teve início a construção de uma capela, organizada pelos moradores do próprio povoado, cujo terreno para a construção foi doado pelo senhor Antônio Justino de Oliveira " In memoriam", dono de boa parte das terras. 
O material usado nessa construção era transportado em carros de boi, sendo o sino trazido de Mossoró. A capela foi finalmente concluída em 1943, tendo como padroeira Lúcia de Siracusa, conhecida pela forma "Santa Luzia", padroeira da diocese à qual a capela pertence.
A primeira missa ocorreu em 7 de fevereiro de 1944, e foi celebrada pelo Monsenhor Manoel Caminha Freire de Andrade, que na época era vigário da paróquia de Pau dos Ferros. Em 21 de dezembro de 1953, o povoado de Varzinha foi elevado à categoria de distrito.


 Da redação com Rafael Fernandes-RN e Wikipédia.