segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Mais de 50 mil romeiros comemoram reconciliação histórica do Padre Cícero em Juazeiro do Norte



Com lágrimas no rosto e um forte sentimento de gratidão. Assim a romeira paraibana, Francisca de Lima Pereira, de 82 anos, vivenciou o momento da leitura da carta mensagem do Papa Francisco, tratando da ‘reconciliação histórica’ da Igreja Católica com o Padre Cícero Romão Batista, após 123 anos de o sacerdote ser afastado de ordens. A informação é do Diário do Nordeste. Cerca de 50 mil romeiros, segundo estimativa da Igreja, participaram do momento do anúncio, durante a última missa do ano dedicada ao religioso, que acontece no dia 20 de cada mês.
O bispo dom Fernando Panico, que presidiu a celebração, concelebrada por diversos padres da Diocese e bispos de outros estados, disse que o caminhão pau-de-arara do romeiro poderá trafegar para Juazeiro do Norte, a partir da romaria de Natal, que começa esta semana, quando a cidade recebe milhares de pessoas.
A missa contou com a presença de autoridades como o governador do estado, Camilo Santana, que destacou o momento de conquista para os romeiros, e compartilha da alegria, que considera de grande importância para os fiéis. A missa foi celebrada às 6 horas, no largo do Socorro, de frente à Capela onde estão sepultados os restos mortais do sacerdote. No final, o celebrante depositou rosas sobre o túmulo do religioso. Um quadro com a imagem do ‘padim’ foi afixado de frente ao altar.
Desde que a carta foi anunciada em Crato, no último domingo, durante a abertura do Ano do Jubileu da Misericórdia, na Sé Catedral, igreja que o Padre Cícero foi batizado e celebrou sua primeira missa, as comemorações não param nas cidades no Cariri, principalmente em Juazeiro. Datado de 20 de outubro, o documento foi escrito pelo secretário de Estado do Papa Francisco, Pietro Parolin, e hoje integralmente lido durante a missa.


Blog do JP