sexta-feira, 15 de abril de 2016

PT anuncia rompimento com Governo do Rio Grande do Norte

PT e PSD integraram a coligação 'Liderados pelo Povo' nas eleições de 2014  (Foto: Marília Rocha)


O Partido dos Trabalhadores anunciou ontem quinta-feira (14), o rompimento com o Governo do Rio Grande do Norte. Em nota, o partido informou que a decisão foi tomada após o deputado federal Fábio Faria, do Partido Social Democrático - mesmo partido do governador Robinson Faria - anunciar publicamente que votará a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O deputado federal é filho do governador do estado. O partido protocolou o pedido de exoneração de pelo menos quatro secretários.
Na quarta-feira (13), Fábio Faria emitiu uma nota sobre a decisão de votar favorável ao impeachment onde afirma que "o Brasil vive hoje uma seríssima crise política e econômica em que o atual governo perdeu completamente a condição de produzir consensos e um mínimo de entendimentos efetivos em prol do desenvolvimento do país".
O PT e o PSD integraram a coligação 'Liderados pelo Povo' - que contava ainda com outros sete partidos - nas eleições de 2014. Robinson Faria foi eleito no segundo turno com 54,4% dos votos válidos e, à época, declarou que o PT foi um "parceiro muito importante e comprometido com a eleição".
Atualmente o PT ocupa as secretarias de Educação e Cultura, Políticas para Mulheres, Políticas para Juventude, Assuntos Fundiários, além da Fundação José Augusto e Emater.
Também por meio de uma nota, o presidente estadual do PT, Eraldo Daniel de Paiva, afirmou que o partido entende que o posicionamento do Partido Social Democrático (PSD) no Estado é injustificável e contradiz com o discurso do governador nos últimos dois anos. "Não compactuamos com tamanha traição ao projeto político que viabilizou sua candidatura e o ajudou a eleger-se governador do Estado"
G1 RN