segunda-feira, 20 de junho de 2016

Em Natal, provas insuficientes causam confusão em concurso para a Saúde


Confusão aconteceu na Universidade Potiguar (UNP) da Av. Engenheiro Roberto Freire,                                              (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi).



Uma confusão marcou o concurso realizado pela Prefeitura de Natal para a rede municipal de Saúde. O exame foi aplicado neste domingo (19). Em um dos locais do concurso, numa universidade particular, faltaram provas para os candidatos às 6 vagas de fisioterapia. A Polícia Militar foi acionada, 

O problema aconteceu na sala 126 da Universidade Potiguar (UNP) da Avenida Engenheiro Roberto Freire, na Zona Sul da cidade. "Após a entrada de todos os concorrentes, foi constatado que não havia cadernos de provas suficientes. A partir desse momento, as pessoas começaram a reclamar. A organização saiu para pegar o resto dos cadernos, mas vieram folheando as provas, o que gerou a confusão", disse a candidata Mônica Costa.
Um vídeo gravado no local mostra uma das coordenadoras tentando acalmar os concurseiros. "Vou oficializar e colocar no site um ofício de cancelamento", ressaltou.
A Makiyama, empresa contratada pela prefeitura para a realização do concurso, divulgou uma nota após a aplicação dos exames. "As provas para Fisioterapeuta e Médico Mastologista serão reaplicadas em nova data a ser definida pela Comissão e divulgada através do edital", informou.
A prefeitura lançou o edital do concurso no dia 3 de maio. Ao todo, são 1.339 vagas ofertadas e os salários chegam a R$ 5.062.
G1 RN