sexta-feira, 15 de julho de 2016

Região do Alto Oeste começa a receber obras do Programa Água para Todos



O Governo do Estado, através da Semarh, deu início as primeiras obras, na região do Alto Oeste, dos sistemas simplificados de abastecimento de água, do Programa Água Para Todos (PAT). As primeiras intervenções na região aconteceram no município de Rafael Godeiro.
Foram perfurados poços nas comunidades de Piranhas, Riacho Verde e no aglomerado Formoso, Cacimbinha e Tatu Gordo. “Só em Rafael Godeiro, serão quase 100 famílias beneficiadas. É importante frisar que as obras têm um caráter estruturante e de grande potencial de sustentabilidade” disse o Secretário Adjunto e Coordenador do PAT aqui no Estado, Carlos César Araújo Lima. De acordo com ele, as próximas cidades do Alto Oeste, onde serão perfurados os poços que abastecerão os sistemas, serão: Patú, Olho D’água dos Borges e Paraú.
Para o Secretário Mairton França é uma satisfação ver que as obras estão acontecendo de fato e que logo mais as famílias vão contar com uma fonte de água potável. “O quadro grave de escassez que a região do Alto oeste atravessa vai ser amenizado com a instalação desses sistemas, nas comunidades” disse ele. “Outra notícia boa para a região é que a adutora do Alto Oeste já está finalizada passando pelo período de testes” acrescenta.
O Presidente da Associação da comunidade de Formoso, Cosmo Raimundo Diniz, relata que a população está muito satisfeita com a agilidade no andamento da obra. “Esse projeto de abastecimento vai trazer dignidade para quem sofria e esperava água. Nossa necessidade é grande” diz Raimundo.
No dia 14 de junho, o Governador Robinson Faria assinou a ordem de serviço para início imediato das obras do PAT. Nesses vinte dias, já foram perfurados poços em Bodó, Cerro Corá, São Vicente, Santana dos matos e Parazinho, além de Rafael Godeiro. As obras estão sendo executadas pelas empresas Civiltec Construções e Serviços Ltda, GTA Construções Ltda, GM Engenharia e Empreendimentos Ltda e PROSENG – Projetos e Serviços de Engenharia Ltda.
O Programa vai beneficiar em torno de 17 mil pessoas em 49 municípios do estado, onde serão perfurados poços, construídos chafarizes e pequenas redes de distribuição de água, além de barreiros que fornecerão água para o rebanho dos agricultores. Com o convênio firmado entre o Governo do Estado e Ministério da Integração, serão destinados R$ 23 milhões para a implantação de 145 sistemas simplificados de abastecimentos de água em comunidades e aglomerados rurais e mais R$ 3,8 milhões para a construção de 57 barreiros. Dos R$ 26,8 milhões que serão investidos, a contrapartida do Estado é de R$ 1,3 milhões.
Os critérios de escolha das cidades também foram elencados no decreto de criação do “Agua Para Todos” e entre eles estão: Que os municípios apontados estejam entre os que receberam decreto de situação de emergência em decorrência da seca, entre os anos de 2003 e 2013, que sua população esteja em situação de extrema pobreza ou que sua população rural não possua acesso adequado às fontes hídricas para consumo humano ou dessedentação animal.