terça-feira, 6 de setembro de 2016

Vereador de Rafael Fernandes acusa Presidente da Câmara de emitir cheques sem fundos, uso de agiotagem e pagamento de aluguel de carros não utilizados



Com uma representação assinada pelo vereador Charles Lopes do Rego, veio a tona uma denúncia contra o presidente da câmara, o Vereador Luiz Carvalho de Oliveira, mais conhecido por Luizinho, ele que é candidato a reeleição este ano. Segundo a representação, acusando-o pelo crime de Corrupção e Improbidade administrativa.

Dentro da documentação protocolada na própria Câmara, Charles afirmou que Luizinho estaria emitindo cheques “sem o devido provimento de fundo e pior ainda utilizando-se de cheques da edilidade (Câmara dos Vereadores) para fins de captação de recursos junto à agiotas”, afirma o vereador.
E ele vai além ao afirmar que “mas irregular e criminoso ainda é o fato de ter-se utilizado cheques emitido à pessoa sem qualquer serviço prestado ou empenho por qualquer motivo para fins escusos, dando o referido cheque como meio de garantia” argumentou.
Dentro da peça representativa, Charles mostra a imagem de um cheque que teria sido emitido pelo atual presidente e que, por ausência de recursos, voltou e a Câmara teve que assumir todas as taxas e despesas referentes a transação, junto ao Banco do Brasil.
Outra fato, que se comprovado, é de extrema gravidade, foi a realização de diversos pagamentos, totalizando 11.200,00 reais por uma suposta locação de veículo para uso da instituição. Mas Charles afirma: “Contudo, é público e notório o fato de não existir qualquer veículo à serviço da Câmara Municipal. Nenhum veículo encontra-se, ou encontrou-se no ano de 2015, à serviço da Câmara”, destacou o edil, que finalizou “Algum dos senhores vereadores viu tal veículo? Utilizou-se de tal contrato fraudulento para fins de locupletação de recursos públicos”, enfatizou.
Dentro de todos os fatos narrados e minuciosamente detalhados dentro da documentação que o Blog do JP teve acesso, o vereador aponta que é inadmissível que, diante dos fatos, Luizinho permaneça a frente da casa legislativa de Rafael Fernandes.
Para que a devida investigação possa ser realizada, Charles destaca que é necessário, de forma liminar, que o atual presidente seja afastado para as devidas investigações que devem ser conduzidas com a participação de todos os vereadores e também do Ministério Público.
Entretanto, o que se viu na última sessão da Câmara, foi um ato, no mínimo, estranho por parte da Mesa Diretora, quando a reunião, que contava com a presença de todos os vereadores foi encerrada rapidamente, logo após a abertura e apresentação da Lei de Diretrizes Orçamentárias. Apesar de protocolada, essa representação foi ignorada pela presidência, sem dar inicio ao trabalho de investigação, o que gerou protesto por parte de todos os demais vereadores que subscreveram a peça.
Com isso, o Vereador Charles afirmou que vai acionar o Ministério Público e o Poder Judiciário para que estes possíveis desmandos, dentro da Câmara de Vereadores de Rafael Fernandes, possam ser interrompidos e investigados.
O Blog tentou um contato com o Vereador para que o mesmo pudesse dar sua versão do caso, entretanto, o número constava como desligado ou fora de área. De forma democrática, deixamos nosso contato (e-mail) para esclarecimento do caso.

Da redação com Blog do JP.