sexta-feira, 3 de abril de 2020

Comitê científico do Nordeste anuncia primeiras medidas contra o coronavírus e mantém isolamento social

Governadores em reunião do Consórcio Nordeste, no Centro do Recife, em novembro de 2019 - Foto: Heudes Regis/SEI/Divulgação



O Comitê Científico do Consórcio Nordeste anunciou, nesta quinta-feira (2), as primeiras recomendações com o objetivo de minimizar os impactos negativos da pandemia do coronavírus na região.

O comitê científico é formado por médicos, cientistas, físicos e pesquisadores, com o intuito de auxiliar os governadores dos estados do Nordeste na tomada de decisão sobre as ações de enfrentamento à pandemia causada pelo coronavírus. A formação do comitê foi oficializada na segunda-feira (30).

Veja as seis primeiras orientações anunciadas pelo Comitê Científico:

Troca de informações sobre soluções tecnológicas já desenvolvidas nos estados;

Integração das instituições de apoio à pesquisa que possam financiar e executar estudos 

interestaduais em temas desafiantes da Covid-19;

Intensa articulação entre secretarias de Saúde dos estados e municípios;

Manutenção do isolamento social, visando interromper a cadeia de contágio;

Implantação de postos de saúde em aeroportos e terminais de ônibus para testagem e orientação aos viajantes;

Ações de apoio material e financeiros às famílias mais necessitadas, moradores de rua, pequenos comerciantes, entre outros grupos mais vulneráveis.

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste é coordenado pelo cientista Miguel Nicolelis e pelo físico e ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende.

De acordo com o Governo da Bahia, idealizador do comitê, além de Nicolelis e Rezende, a comissão fará reuniões periódicas com autoridades científicas brasileiras e de outros países, a exemplo da Itália, da Alemanha e da China, para discutir soluções na tentativa de frear a disseminação de casos da Covid-19.

Ainda segundo o governo, o comitê ainda está em formação, mas já possui 13 membros. Cada um dos nove estados indicou um nome para o grupo, que deve permanecer ativo até o fim da pandemia.

O Consórcio Nordeste foi criado em março de 2019 e prevê o desenvolvimento de diversos projetos, além da parceria econômica, política, infraestrutural e educacional entre as unidades federativas.

G1RN

Ministério da Saúde descobre que coronavírus chegou ao Brasil em janeiro

Geraldo Bubniak/AEN Ministério da Saúde explicou que está fazendo uma investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave


O Brasil registrou o primeiro caso de Covid-19 no fim de janeiro. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (2) pelo Ministério da Saúde, houve uma hospitalização em razão da doença na quarta semana do ano. Até então, o primeiro caso do novo coronavírus no país, que já matou 299 pessoas, tinha sido confirmado no fim de fevereiro.
As informações são do jornal O Globo. O Ministério da Saúde explicou que está fazendo uma investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Nesse processo, foi encontrado um caso de janeiro.
Desde o começo do ano, houve 23.999 hospitalizações por SRAG. Delas, houve confirmação de Covid-19 em 1.587, ou 6,6% do total. Fora o caso de janeiro, todos os demais são a partir da oitava semana, ou seja, já no fim de fevereiro.
O estado de São Paulo, o mais afetado pela epidemia, concentra 82,5% das hospitalizações por Covid-19. Quando considerado todo o universo de internações por SRAG, o estado responde por 48,4% do total. O segundo estado com mais hospitalizações em razão do novo coronavírus é o Rio de Janeiro, com 4,4%.

Blog do JP

Técnico de enfermagem morre infectado pelo coronavírus, diz Secretaria de Saúde; número de mortos chega a três no RN

O técnico de enfermagem Luiz Alves de Brito, de 48 anos, morreu em Mossoró com Covid-19 - Foto: Redes sociais


O Rio Grande do Norte registrou na noite desta quinta-feira (2) a terceira morte de paciente infectado pelo novo coronavírus. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). A vítima é o técnico de enfermagem Luiz Alves de Brito, de 48 anos. Ele morreu em Mossoró.

De acordo com a Sesap, o paciente deu entrada em um hospital privado com pneumonia viral. Ele foi internado no dia 24 de março e teve a confirmação de que era Covid-19 no dia 28. Na noite desta quinta, ele morreu.

Luiz Alves de Brito trabalhava na Hospital e Maternidade Almeida Castro, em Mossoró, e também no Hospital Sara Kubitschek , em Areia Branca.

Além do técnico de enfermagem, outros dois profissionais da Saúde morreram com suspeita da Covid-19 no país: um médico em Fortaleza e uma enfermeira em São Paulo.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Mossoró, o primeiro caso confirmado de coronavírus da cidade é de um médico que também trabalha no Hospital e Maternidade Almeida Castro. O médico já está curado. "Mas não é possível dizer se o técnico de enfermagem foi contaminado lá", disse Maria da Saudade Azevedo, secretária de Saúde da cidade, em entrevista ao Bom Dia RN.

Até o último boletim da Sesap, divulgado na tarde desta quinta (2), o Rio Grande do Norte tinha 106 casos confirmados e 2.153 suspeitos da Covid-19.

G1 RN

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Nº de infectados pela Covid-19 no RN sobe para 92; mortes são 2 e casos suspeitos 1.777



Subiu de 82 para 92 o número de casos confirmados de pessoas com o novo coronavírus em 14 cidades do Rio Grande do Norte. Há ainda dois casos confirmados de pessoas residentes no Recife e em Fortaleza, e que foram atendidas no RN antes de voltarem para suas cidades.
O RN possui ainda duas mortes causadas pela doença. Ao todo, são 1.777 casos suspeitos em 121 cidades. Outros 416 casos foram descartados.
Os dados foram atualizados no início da tarde desta quarta-feira (1º) pela Secretaria de Saúde Pública (Sesap).
O boletim epidemiológico na íntegra, com os dados atualizados, está disponível no site da Sesap. 

Agora RN

Suspeito de roubo a casa lotérica de Alexandria foi preso em Goiás



Na manhã desta quarta-feira(01), enquanto realizavam rondas de rotina, uma equipe da polícia militar de Goiás, depararam-se com um jovem em atitude suspeita, no bairro denominado Paquetá.
De pronto, os policiais da guarnição ao interpelarem, constataram ser Davi Pereira de Sousa, que nada portava de ilícito.
Ao questionar o que fazia sozinho naquele local, Davi afirmou esperar um tio. Neste exato momento, um homem passou na pista contrária e observando a presença da PM com Davi, aparentou nervosismo, inclusive mudando de trajeto. O que fez com que a polícia o abordasse também. O citado apresentou um documento de identidade, onde somente constava como suposto nome, Francisco Carlos, sem filiação alguma. O que levou suspeita maior. Francisco estava de pose de um aparelho celular, com foto de uma mulher, a qual ele não soube explicar quem seria ou mesmo o número do aparelho que portava.
Já em procedimento investigatório de maior envergadura, a PM constatou por meio do nome da mãe adotiva do mesmo, que havia um mandato de prisão em aberto, expedido pela comarca de Alexandria, sendo o Francisco acusado de ser um dos autores do assalto a casa lotérica desta cidade potiguar, no dia 02 de outubro passado.
A guarnição deslocou-se até a residencia do Davi Pereira, e novamente nada de ilícito foi localizado. Sendo assim, liberado pela PM.
Francisco Carlos foi conduzido para o exame de corpo de delito, não sendo constatado nenhuma lesão proveniente da prisão, o foragido da justiça foi levado para o CIOSP, para o cumprimento de prisão e em seguida para o presídio daquele município goiano. 

RN Política em dia

Rio Grande do Norte tem chuvas 28% acima do esperado em março, diz Emparn



O Rio Grande do Norte registrou chuvas 28,2% acima do esperado no mês de março, de acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn). Segundo os meteorologistas, o volume observado foi de 204,7 milímetros, enquanto o esperado era de 159,7 mm.
A Emparn explica que em 101 municípios choveu de normal a acima do normal no período. “Neste mês observou-se boa distribuição espacial das chuvas nas regiões Oeste e Central, com média próxima a 200mm. Em algumas áreas do Seridó Ocidental (São Fernando e Jucurutu), e no Agreste (São Tomé, João Câmara e Parazinho), as chuvas apresentaram valores abaixo de 100mm”, disse o chefe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.
Segundo ele, o Oeste foi a região em que mais choveu no período, com média observada de 251,6 mm, enquanto que o esperado era de 197,5 mm, desvio positivo de 27,4%. Depois vem a região Leste, com 231,9 mm, que teve maior percentual de média acima do esperado: 39,%. Na região Central choveu 173,8 mm e no Agreste com 161,3 mm.
Os municípios com as maiores volumes no Oeste foram Martins (444,9 mm), Caraúbas (398,9 mm), Serrinha dos Pintos (397,1 mm) e Mossoró (396,6). Na Região Central, foram Santana do Matos (305,7 mm) e Currais Novos (304,6 mm). No Agreste, Jaçanã apresentou valor de 438,6 mm e, no Litoral, Natal com 433,5 mm e Parnamirim com 398, 9 mm tiveram os maiores volumes.
Análise e previsão para abril
Segundo a Emparn, o primeiro trimestre de 2020 teve bons volumes de chuvas no RN. Janeiro com média no estado de 100,7 (mm), fevereiro com 110,9 mm e março com 204,7 mm “A perspectiva é de que neste ano tenhamos um período chuvoso de normal a acima do normal, dentro, ou acima, da média histórica ”, avaliou Bristot.
A expectativa dos meteorologistas para o mês de abril, mês em que as chuvas começam a acontecer com mais frequência no Leste potiguar, é de chuvas com volumes normais em todo o estado. “Uma vez que as condições oceânicas e atmosféricas continuam favoráveis”, explicou Gilmar Bristot. 

G1 RN