terça-feira, 11 de setembro de 2018

PESQUISA DATAFOLHA: Bolsonaro, Ciro, Alckmin, Haddad, Amoedo e Meirelles crescem; Marina cai




A pesquisa Datafolha também fez um comparativo com a última pesquisa divulgada no dia 21 de agosto para presidente da República. Em relação ao levantamento anterior, cresceram: Jair Bolsonaro, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Fernando Haddad, João Amoedo e Henrique Meirelles. Entre os principais nomes, a candidata Marina Silva caiu.

Os que cresceram

Jair Bolsonaro oscilou, dentro da margem de erro, de 22% para 24% (com a margem de erro, tem de 22% a 26%);
Ciro Gomes tinha 10%, agora tem 13% (pela margem de erro, de 11% a 15%);
Geraldo Alckmin tinha 9%, agora, 10% (com a margem de erro, de 8% a 12%); Ciro, Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados.
Fernando Haddad tinha 4%, agora cresceu para 9% (com a margem de erro, de 7% a 11%). Fernando Haddad também está tecnicamente empatado, no limite da margem de erro, com Ciro, Marina e Alckmin.
João Amoêdo tinha 2%, agora, 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);
Henrique Meirelles também tinha 2%, agora 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%). Os três estão empatados.
Não responderam ou não quiseram opinar eram 6%, agora, 7%.

Os que caíram

Marina Silva estava com 16%, agora caiu para 11% (com a margem de erro, tem de 9% a 13%);
Álvaro Dias tinha 4%, agora tem 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);
João Goulart Filho tinha 1%, agora, 0% (com a margem de erro, tem de 0% a 2%);
Votos brancos e nulos somavam 22%, agora, 15%.

Se mantiveram

Guilherme Boulos, Vera Lúcia e Cabo Daciolo tinham 1% cada um e mantiveram 1% (com a margem de erro, têm de 0% a 3%);

Dados da pesquisa

A pesquisa do Datafolha foi encomendada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo. A coleta dos dados aconteceu no dia 10 de setembro com 2.804 eleitores em 197 municípios. Ela foi calculada com margem de erro de 2%, com nível de confiança de 95% e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR 02376/2018.