terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Defesa Civil e Departamento de Geofísica da UFRN farão inspeção em barragens potiguares

Tela de acompanhamento panorâmico das estações que enviam dados e que o usuário pode
escolher receber - Foto: Defesa Civil do RN



Membros da Defesa Civil e do Departamento de Geofísica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte farão visitas de inspeção nas cinco barragens do estado que possuem danos estruturais considerados 'preocupantes'. Os problemas foram revelados em relatório divulgado ano passado pela Agência Nacional de Águas (ANA), e voltaram a causar preocupação nestes últimos dias em razão da catástrofe ocorrida com o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, MG.

Em contato com o G1, o professor Aderson Nascimento, Coordenador do Laboratório Sismológico da UFRN, explicou que as visitas ainda não têm data definida. “Primeiro vamos formalizar um contrato e essa parceria com a Defesa Civil. Neste momento é importante definirmos como faremos esse trabalho e quais serão as responsabilidades. Na sequência, vamos priorizar essas cinco barragens que são as mais preocupantes”, ressaltou.
Serão visitadas as barragens públicas de Passagem das Traíras (em São José do Seridó), Gargalheiras (Acari) e Calabouço (Passa e Fica), e as particulares Barbosa de Baixo (Caicó) e Riacho do Meio (Equador).

“Tudo deve acontecer ainda este ano. Estamos todos preocupados com a situação das barragens potiguares. E esta inspeção, feita em parceria com a UFRN e com o auxílio da tecnologia que o Departamento de Geofísica dispõe, vai ser fundamental para termos um retrato exato do problema e já com a solução”, acrescentou o bombeiro Dalchem Viana, que compõe a equipe da Defesa Civil.



G1 RN