Business

header ads

RN exporta primeira carga brasileira de melão para China após acordo


 


A primeira carga exportada de melão do Brasil para a China desembarcou na cidade de Xangai na última sexta-feira (18), segundo confirmou o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). Ao todo, foram 3,5 toneladas de melão pele de sapo produzidas em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte.



Em novembro do ano passado, após reunião bilateral entre os presidentes Jair Bolsonaro e Xi Jinping, dentro da XI Cúpula do Brics, em Brasília, o Brasil fechou acordo com a China para viabilizar a exportação de melão. O acordo é o primeiro relacionado a frutas com o país asiático.

Em janeiro deste ano, a Administração Geral de Aduana da China (GACC) - órgão responsável pela sanidade vegetal e animal - inspecionou o melão produzido no Rio Grande do Norte e no Ceará e em seguida publicou a autorização para importação de melão do Brasil.

Para a ministra da agricultura, Tereza Cristina, a abertura desse mercado é um feito histórico, já que o país asiático é o maior produtor e consumidor de melão. “É um marco importante para o Brasil. É a primeira fruta fresca importada pela China e o primeiro país do mundo a exportar melão para China”, disse.

A China é considerada uma grande consumidora de melões. Em 2017, o país foi responsável pelo consumo de aproximadamente 17 milhões de toneladas, quase metade da produção mundial.

“Apesar dos chineses serem produtores de melão, são também grandes consumidores e isso é muito vantajoso para nós. Vamos trabalhar para nos ajustarmos nas questões logísticas e, assim, exportarmos mais frutas. O melão é uma das frutas que mais gera emprego. Ao exportarmos para China, crescerá ainda mais este número", falou Guilherme Coelho, presidente da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas).

Antes do embarque acontecer, o melão foi vistoriado pelo Ministério da Agricultura na própria fazenda. Foi usado o lacre do Mapa na embalagem da fruta como medida para confirmar que todo o processo foi feito inhouse e com a vistoria do fiscal habilitado pelo governo chinês. A exportação foi feita pela empresa Bollo Brasil, do grupo Bollo International Fruits, associado à Abrafrutas via Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX).

Exportação

Em 2019, o Brasil exportou mais de 251 mil toneladas de melão para diversos países. A expectativa, segundo o Mapa, é que esse número dobre caso conquiste no mínimo 1% do mercado chinês - a safra no Brasil coincide com a entressafra na China.

Entre os estados brasileiros, o Rio Grande do Norte é o principal exportador. Em 2019, 30% de toda exportação do estado foi de melão. Somente no ano passado, a venda potiguar da fruta fresca para países do exterior cresceu 65% e chegou a US$ 116,95 milhões. Segundo maior exportador do país, o Ceará exportou US$ 41,47 milhões.


G1 RN

Postar um comentário

0 Comentários