Business

header ads

Mais de 60% dos acidentes graves em rodovias federais do RN tem motos envolvidas, aponta PRF

 


Acidentes envolvendo motocicletas representaram quase 70% do total de colisões graves para as quais a Polícia Rodoviária Federal foi acionada em rodovias federais do Rio Grande do Norte em 2022.

Dos 392 acidentes registrados nas BRs, 265 tinham motocicletas envolvidas. Isso equivale a aproximadamente 68% dos acidentes.

Em praticamente 20% desses casos com motocicletas, ao menos um condutor ou um passageiro veio a óbito, segundo a corporação.

Motociclista e passageira morrem após colisão com carro parado em faixa de pedestre na BR-304 em Mossoró

Vídeo registra colisão entre moto e caminhão na BR-304 em Assu; piloto ficou ferido

Ao longo de 2023, o percentual do envolvimento de motos está um pouco menor. Dos 256 acidentes graves registrados, 166 tiveram motocicletas envolvidas. Isso equivale a aproximadamente 64% dos acidentes graves.

Em praticamente 15% desses acidentes graves, ao menos, um condutor ou um passageiro veio a óbito.

Os dados são de um levantamento da Polícia Rodoviária Federal cedido à Inter TV Costa Branca. Segundo 4ª Delegacia da PRF, responsável pela região Oeste potiguar, a maioria dos acidentes graves envolvendo motocicletas ocorre entre sexta e domingo, no período das 15h às 23h.

As condutas de mudança de faixa, ingestão de álcool e transitar na contramão de direção, geram colisões traseiras, frontais, laterais e transversais e representam mais de 50% dos tipos de acidentes graves, segundo a corporação.

As regiões de Mossoró, Apodi e Pau dos Ferros são as mais afetadas pelos acidentes graves envolvendo motocicletas, conforme mapa da corporação.

Ainda de acordo com a PRF, mais de 1,6 mil motos já foram fiscalizadas no estado, ao longo de 2023, e mais de 869 notificações foram registradas pelo não uso do capacete.

 

G1 RN

Postar um comentário

0 Comentários