sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Vereador e Prefeito discutem na sede da Prefeitura em Luís Gomes/RN


Vereador Luciano Pinheiro

A cidade de Luis Gomes/RN tem vivido a pior crise política e administrativa da história, são diversas denúncias feitas pelos cidadãos e vereadores da oposição, com isso, parece que o Prefeito Tadeu Nunes e sua família estão perdendo o controle. Segundo uma postagem do Vereador Luciano Pinheiro em uma rede social (Facebook), o chefe do executivo da Serra de Santana usou da agressão para intimidá-lo após saber de algumas denúncias feitas pelo vereador a respeito do seguro safra no Jornal da Rádio Mandacaru.

Acompanhe a postagem na íntegra:

PREFEITO TADEU E FAMÍLIA ME AGREDIRAM NA PREFEITURA
Na manhã de ontem fui convidado pelo Procurador Geral do Município, Francisco Moreira Junior, para comparecer a Prefeitura Municipal. Ao chegar soube que se tratava de uma fala que fiz, no Jornal da Mandacaru a respeito do Seguro Safra. Não demorou e entrou na sala, interrompendo, a esposa do prefeito, Maria Magda Nunes, Secretária Municipal de Ação Social, e começou uma provocação que terminou em discussão entre mim e ela. Não é a primeira vez que isso acontece. Quase sempre quando entro na prefeitura para resolver ou discutir problemas do Mandato de Vereador ou do Sindicato dos Servidores sou cercado de Secretários. Percebo que isso é uma tentativa de me intimidar.
O Procurador, parece chamado por alguém, saiu da sua sala e pouco tempo depois retornou na companhia de um grupo que incluía o Prefeito, Cargos Comissionados e Secretários num alvoroço medonho. Aos gritos o prefeito se dirigiu a mim (com palavras que serão ditas em momento oportuno), vindo na minha direção e foi segurado pelos presentes. Eu continuei sentado numa cadeira velha e quebrada, encostado numa parede. Na minha frente, a uma distância de cerca de 10 centímetros, o filho do prefeito, Secretário Municipal de Saúde, Francisco Tadeu Nunes Júnior, de olho arregalado, gritava “... eu sou homem (...)”. Respondi pra ele, “também sou”. Do outro lado gritava, num desespero terrível, a Secretária de Finanças e irmã do prefeito, Maria Estela Nunes: “Saia daqui vereador, quem lhe chamou aqui, vá embora”. Mais adiante, do meu lado esquerdo, a esposa do prefeito dizia “palavras” que eu não consegui ouvir com clareza. Não houve agressão física e nem choro, como disseram. O ocorrido chegou ao conhecimento do Ministério Público.
Foi um momento difícil, de desespero por parte dos agressores e de constrangimento para mim que tenho me dedicado diuturnamente a pensar e apontar soluções para resolver os problemas de Luís Gomes. Parecia que eu tinha caído numa armadilha. Foi isso que senti. Eles não estavam ali para dialogar e sim para gritar, agredir verbalmente, (...), como se isso resolvesse alguma coisa. Agiram como coronéis, os donos de tudo e de todos. Na verdade nem isso eles sabem ser.
A questão do Seguro Safra foi apenas uma desculpa. Enxergo que as denúncias, quase diárias, feitas por mim nos meios de comunicação, principalmente no Jornal da Mandacaru, e, muitas encaminhadas ao Ministério Público Estadual, é o motivo real para o desespero que se abateu sobre os “Nunes” (Firmino). Posso incluir no pacote o meu voto a favor da reprovação das contas do exercício financeiro de 2011 do Poder Executivo; as denúncias sobre o Sistema de Saúde Municipal; as Notas de Empenho e as fraudes no Diário Oficial do Município.
No momento, é triste dizer isso, somente o afastamento do prefeito Francisco Tadeu Nunes poderá nos trazer dias melhores. É um período de trevas jamais visto na história político-administrativa do nosso querido município. A RENÚNCIA, neste momento, não é um ato de covardia, encaro como um gesto de coragem dele. “RENUNCIE TADEU!” é a palavra (expressão) de ordem que deveria sair da boca e do coração de todo o luisgomense.


Fonte/Imagem: Blogar Na Mídia.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Walter Alves defende que PMDB continue na oposição ao Governo Robinson



O deputado estadual Walter Alves (PMDB) é mais um peemedebista que defende que seu partido permaneça na oposição ao Governo Robinson Faria. “Claro que faremos uma oposição responsável e vigilante, mas o eleitor potiguar nos deu um recado de que permaneçamos na oposição”, disse em entrevista ao Panorama 95 (Rural FM).



Fonte/Imagem: Água Nova News

Previsão aponta chuva na região nordeste nesta quinta (18)





A previsão do tempo segundo o Climatempo, é de chuva em várias partes da região nordeste nesta quinta feira (18), ao que indica a meteorologia poderá ocorrer chuva forte  e também passageira em alguns estados como indica a previsão, confira:

Quinta (18): Pouco sol, muitas nuvens e chuva a qualquer hora no centro-sul do MA e do PI e em grande parte da BA e em SE. Risco de chuva forte. Muitas nuvens e chuva passageira em AL, em PE, no interior do CE, da PB e do RN. Sol mais forte nas demais áreas.


Fonte: Climatempo

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

"A Esperança não morre nunca" por: Paiva Netto


Há alguns anos, no Rio de Janeiro, assisti a um jovem dizer na televisão que “a Esperança havia morrido”. Não sou poeta. Mas tomei da caneta e ousei estes simples e despretensiosos versos, depois musicados pelo maestro Vanderlei Alves Pereira:

A Esperança
não morre nunca!
Nunca!
Não morre, não!
Pois, como a vida,
que é eterna,
mãe tão fraterna,
pode morrer?!
Não, não morre
nunca!
Não morre, não,
a Esperança no coração!

Certamente, semelhante expectativa ainda sustenta os corações de muitas crianças angolanas. Um diplomata, conhecido do meu companheiro de ideal ecumênico José Santiago Naud, cofundador da Universidade de Brasília (UnB), pôde apreciá-las em sua alegria inocente, apesar da guerra que ensanguentou a pátria de Agostinho Neto (1922-1979) por quase trinta anos.

— Disse-me o amigo de torna-viagem que no interior, perto de Luanda, viu comovido certa vez o grupo de uma centena delas, cantando em torno do seu mal pago professor, que dançava:

— Se eu pudesse voava
ao encontro da Paz,
abandonava essa guerra,
ficava ao lado da Paz.

Liberdade e Esperança são dois sentimentos de que a criatura humana não pode abrir mão. Deve, contudo, saber honrar o primeiro para ser merecedora permanente do segundo.
Ninguém aprisiona o Espírito de um homem livre. Que o diga o Gandhi (1869-1948), que escreveu muitas de suas mais belas e decisivas páginas enquanto sofria prisões na luta pela libertação da Índia.

José de Paiva Netto — Jornalista, radialista e escritor.

Ex-prefeito de Felipe Guerra tem prisão preventiva revogada por Habeas Corpus



Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

Por força de um Habeas Corpus, o ex-prefeito de Felipe Guerra Braz Costa Neto teve sua prisão preventiva revogada pela Justiça durante a manhã de segunda-feira, 15 de dezembro. 

Braz Costa estava detido desde o último dia 28 de novembro após ser condenado em cinco processos em função de vários crimes graves que praticou como gestor de Felipe Guerra no período de 2005 a 2011.

No momento de sua soltura, o ex-prefeito estava no Hospital Regional de Apodi onde internou-se durante a segunda-feira (15), alegado sentir fortes dores no peito.


Mesmo livre, Braz Costa fica proibido de ausentar-se da Comarca sem aviso prévio e terá que comparecer ao Fórum mensalmente para informar e justificar suas atividades.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Natalense é preso em Rafael Fernandes por força de mandado de prisão expedido pela Justiça de Sousa/PB

Max Paulo foi preso na zona rural de Rafael Fernandes/RN


Uma guarnição da PM composta pelos policiais Fontes e Mariz, sob o comando do Sargento Divanildo, prenderam também na manhã de domingo (14), o natalense Max Paulo Pereira de Jesus, 25 anos, conhecido como Paulinho, quando se encontrava em um bar no Sítio Espaduado, zona rural do município, por volta das 10:30 horas.

Durante a abordagem no recinto e na pessoa de Paulinho, os PM’s perguntaram seu endereço, o mesmo ficava em dúvida quando citava sua residência, falava que residia em Marcelino Vieira, depois em Rafael Fernandes, após ser identificado seu nome foi consultado o SINESP Cidadão onde foi constatado um mandado de prisão em aberto em seu desfavor.



O mesmo foi conduzido a 4ª DRPC em Pau dos Ferros/RN e em seguida entregue ao CDP aguardando transferência para cidade sorriso.

Confira a sentença condenatória em 12/06/2012 pela Comarca de Sousa/PB.

"...Instruído, regularmente, o processo e oferecidas as alegações finais (fls. 237/243, 246/248 e 256/258), o juiz singular proferiu sentença (fls. 280/302), julgando parcialmente procedente a denúncia para absolver os dois primeiros denunciados, Max Paulo Pereira de Jesus e Ana Lúcia Alves da Silva, do delito tipificado no Art. 35 da Lei 11.343/2006, mas
condená-los nas penas do artigo 33 da Lei 11.343/06 c/c art. 29, §1 0 , III, da Lei 9.605/98, em concurso material."






Fonte/Imagens: Nosso Paraná