Business

header ads

Laboratório Sismológico da UFRN registra novos tremores de magnitude 5.7 e 4.8 no Atlântico


 


Dois tremores, de 5.7 e de 4.8 de magnitude, foram registrados na madrugada desta quinta-feira (24) no Atlântico. O evento foi confirmado pelo Laboratório Sismológico da UFRN (LabSis/UFRN), que captou as movimentações às 0h27 e às 1h01. A distância entre os tremores foi de 27 km.

O epicentro do tremor de 5.7 de magnitude, o maior, ocorreu a cerca de 1.185 km do arquipélago São Pedro e São Paulo, a 1.575 km de Fernando de Noronha, a 1.925 km de Natal, a 1.980 km de Recife e a 2.235 km de Fortaleza.

Segundo o Laboratório Sismológico da UFRN, não há, no entanto, risco de tsunami, já que para que esse fenômeno ocorra de forma perceptível, seria necessário um tremor de magnitude acima de 7.5 - o maior registrado nesta quinta foi o um de 5.7.

Além disso, de acordo com o LabSis/UFRN, para a ocorrência de tsunami, "o movimento na falha sísmica tem que ser do tipo reverso ou normal, o que causaria um levantamento ou afundamento brusco do soalho oceânico". No tremor registrado nesta madrugada, o movimento da falha sísmica é do tipo "transcorrente", um tipo de movimento em que há deslizamento horizontal de um lado da falha em relação ao outro.

Na sexta-feira passada (18), um tremor de 6.9 de magnitude já havia sido registrado na mesma região do Atlântico, em local mais próximo ao arquipélago São Pedro e São Paulo, cerca de 282 km distante. No último dia 30 de agosto, outro tremor, esse de magnitude 6.5, também havia sido registrado no local.


G1 RN

Postar um comentário

0 Comentários