sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Cortes poderão tirar mais de 500 mil potiguares do Bolsa Família, informa jornal


Imagem Ilustrativa

Quase metade dos potiguares beneficiados com o Bolsa Família no Rio Grande do Norte poderão ser atingidos caso a proposta do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) de cortar R$ 10 bilhões do principal programa de transferência de renda do Governo Federal seja aprovada. A informação foi publicada na edição desta quinta-feira, 5, da edição impressa do jornal Tribuna do Norte.
De acordo com a publicação, o corte afetaria 47,7%, ou 571.679 pessoas no estado. Essa projeção é do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), que já se posicionou contra a redução do orçamento do Bolsa Família proposto pelo deputado federal Ricardo Barros (PP – Paraná).
Segundo a matéria, dos eliminados da lista do programa social, 219 mil pessoas, de 70 mil famílias, cairiam de volta nos braços da extrema pobreza no Rio Grande do Norte. Isso resultaria no crescimento de  19% de famílias extremamente pobres no Estado.
Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, 95.861 crianças e adolescentes entrariam para a condição de extrema pobreza. Atualmente o Rio Grande do Norte tem 1.197.415 beneficiários de todas as idades.

RN de volta à extrema pobreza
Situação do Estado caso programa tenha corte

355.332 é o total de famílias em extrema pobreza

95.861 é o número de crianças e adolescentes (0 a 17 anos) que entrariam na pobreza extrema sem o programa social

70.285 famílias retornariam à extrema pobreza sem o Bolsa Família
219.865 é o número de pessoas que entrariam na extrema pobreza sem o Bolsa Família



Blog do JP.