quinta-feira, 15 de março de 2018

Corpo encontrado carbonizado em lixão do RN não é liberado para família cajazeirense

A família diz que se trata de cajazeirense, mas corpo não é liberado


O Instituto Técnico de Política Científica de Mossoró, explicou nesta quarta-feira (14), que o corpo encontrado carbonizado dentro da mala de um veículo no lixão da comunidade de Acauã de Dentro, entre as cidades de Itajá e Ipanguaçu, apesar de ter sido reconhecido por familiares como sendo do cajazeirense Estefânio da Silva Mangueira, de 36 anos, não é possível confirmar no momento que se trata do paraibano.

Carro foi queimado em lixão (Foto: Na Ficha da Polícia)


De acordo com o ITEP, somente após o resultado da perícia na cidade de Natal, além de exame de DNA, em Recife, é que sairá a confirmação ou não que se trata de Estefânio, pois o corpo ficou totalmente carbonizado.
O corpo ainda será encaminhado ao ITEP de Natal, mas segundo informações do instituto antes do mês de maio não sairá o resultado.
Entenda
O corpo foi encontrado na  terça-feira (12) por populares, que acionaram o 10º Batalhão de Polícia Militar do RN, e a família declarou ser de Estefânio.

Diário do Sertão