segunda-feira, 6 de julho de 2020

Climatempo prevê chuva de moderada a forte, no interior do RN, CE e PB



Áreas de instabilidade crescem em vários locais do litoral e do interior dos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba e provocam chuva moderada a forte no decorrer da segunda-feira, 6 de julho de 2020. A chuva não é necessariamente com raios, mas pode ser moderada e persistente por várias horas gerando acumulados elevados com o passar das horas.

As capitais Fortaleza (CE), Natal (RN) e João Pessoa (PB) também estão sujeitas a chuva moderada a forte e podem ter alguns transtornos com alagamentos.

Em Rafael Fernandes choveu entre a noite deste domingo e a madrugada desta segunda-feira (06), cerca de 0,3 mm.


Redação com Climatempo.


RN chega a 34.645 casos confirmados e 1.213 mortes por Covid-19

Teste de coronavírus - Foto: DANIEL GALBER/UAI FOTO/ESTADÃO CONTEÚDO


O Rio Grande do Norte chegou neste domingo (5) a 34.645 casos confirmados de Covid-19 e registrou 1.213 mortes pela doença. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde Pública.

Natal é a cidade com o maior número de casos (13.243) e óbitos (514).

Mossoró, com 3.381 casos confirmados, registrou 137 mortes por Covid-19. Parnamirim tem mais casos registrados - 3.511 - e menos óbitos - 87.

Situação do coronavírus no RN

1.213 mortes

34.645 casos confirmados


G1 RN


Homem é preso por contrabando de cigarros durante fiscalização no município de Rafael Fernandes

PRF apreende cigarros contrabandeados em Rafael Fernandes, no RN - Foto: Divulgação/PRF



A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 3.160 maços de cigarros contrabandeados na tarde de sábado (4), no município de Rafael Fernandes, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Um homem foi preso durante a abordagem realizada no Km 159 da BR-405.


Segundo a PRF, policiais deram ordem de parada a uma Hilux branca, que fugiu em alta velocidade, sendo alcançada dentro do município. Os policiais encontraram no veículo 316 pacotes contendo cigarros de origem paraguaia, chilena e chinesa, totalizando 3.160 maços de origem estrangeira.

O condutor do carro foi preso por contrabando e a ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Pau dos Ferros.


G1 RN


JOVEM PAU-FERRENSE MORRE EM ACIDENTE NA BR 226 ENTRE OS MUNICÍPIOS DE PAU DOS FERROS E ERERÊ-CE.




Um  acidente de trânsito com vítima fatal, foi registrado na noite do último sábado (04), na BR 226 entre os municípios de  Pau dos Ferros e Ererê no vizinho estado do Ceará.

Segundo populares, o motociclista Alexandre Leite seguia no sentido Ererê à Pau dos Ferros quando veio a colidir com um animal que estava solto na via.

O jovem ainda chegou a ser socorrido por uma ambulância da Secretaria de Saúde de Ererê, mas infelizmente chegou sem vida no Hospital Regional de Pau dos Ferros.

Alexandre Leite era um jovem muito conhecido em Pau dos Ferros e sua partida precoce causa tristeza e comoção em todos.


Redação com Cidadão 190.


Covid-19: Brasil tem 602 novas mortes em 24h; total de óbitos ultrapassa 64 mil



No dia 19 de junho, o Brasil ultrapassou a triste marca de um milhão de casos de Covid-19 confirmados e também registrou o maior número de casos confirmados da doença em 24 horas: 54.771. No dia 12, o país ultrapassou o Reino Unido em número de mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus e, atualmente, é o segundo país com mais óbitos registrados pela Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos.

Situação no mundo

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou mais de 11 milhões de pessoas em todo o mundo, um marco alcançado apenas sete meses após ter surgido na cidade chinesa de Wuhan. O número de mortos por Covid-19 no mundo ultrapassou 532 mil. Por outro lado, mais de 6 milhões de pessoas já se recuperaram da doença.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Ministério da Saúde atualizaram, neste domingo (5), os dados sobre a situação da Covid-19 no Brasil. Veja os números do último levantamento.

 

602 óbitos nas últimas 24 horas;

26.051 casos confirmados nas últimas 24 horas;

64.867 mortes;

1.603.055 casos confirmados;

906.289 recuperados.


Fonte: Olhar Digital


sexta-feira, 3 de julho de 2020

Médico do Butantan: vacinas poderão controlar a doença, mas não o vírus

 

 

Ricardo Palacios afirma que nenhuma vacina será capaz de eliminar completamente o coronavírus

 

As vacinas em desenvolvimento no mundo contra o novo coronavírus, oficialmente denominado SARS-CoV-2, poderão controlar a doença causada por ele, a covid-19. No entanto, nenhuma delas será capaz de acabar com a circulação do coronavírus no planeta. A declaração é do médico Ricardo Palacios, diretor de Pesquisa Clínica do Instituto Butantan, um dos centros de pesquisa do mundo que participa do desenvolvimento de vacinas contra o vírus.

"Nós queremos gerar uma expectativa correta para a população. Nós não vamos acabar com o coronavírus com uma vacina. Qualquer uma que seja a vacina. O coronavírus veio e veio para ficar. Ele vai nos acompanhar. Durante todo o tempo de nossas vidas, ós teremos coronavírus circulando", disse hoje, em um debate virtual promovido pela Agência Fapesp e o Canal Butantan.

 

De acordo com o diretor, as vacinas que estão em desenvolvimento no mundo buscam controlar a doença causada pelo novo coronavírus. O pesquisador faz uma analogia entre a covid-19 (causada pelo coronavírus) e a gripe, causada pelo vírus influenza.

 

Pessoas vacinadas contra o vírus influenza podem chegar a desenvolver a gripe, mas, na maioria das vezes, a doença não se desenvolve de forma grave, que poderia levar à morte. Segundo ele, o mesmo deverá ocorrer com as vacinas contra o novo coronavírus. Elas serão pouco eficientes em impedir a infecção das pessoas com o novo coronavírus, mas deverão proteger as pessoas de desenvolver a covid-19 em sua forma grave.

 

"O vírus influenza não desapareceu e segue conosco. Seguirá, talvez, durante toda a nossa vida. Mas a gente tem uma doença [a gripe] controlável. A maior parte das pessoas vacinadas consegue controlar a doença. Se chegar a se infectar, não terá uma doença grave, não morrerá dessa doença", explicou.

 

Segundo Palacios, o objetivo de todas as vacinas é proteger contra a doença, e não contra a infecção. "Proteger contra a infecção é uma coisa a mais que, eventualmente, pode acontecer, e até pode acontecer por um tempo limitado", disse.

 

O Instituto Butantan, na capital paulista, é um dos centros do mundo que participa das pesquisas de construção de uma vacina contra o novo coronavírus. O instituto firmou uma parceria, no dia 10, com o laboratório chinês Sinovac Biotech, que possuiu uma vacina em fase avançada de desenvolvimento, a Coronavac — que utiliza o coronavírus inativado para estimular uma resposta imunológica do organismo.

 

AGORA RN


Cidade da Região Metropolitana de Natal decreta 'isolamento social rígido' em combate à pandemia de Covid-19

Lockdown em Extremoz começa nesta sexta-feira - Foto: Prefeitura de Extremoz/Reprodução


A cidade de Extremoz, na Região Metropolitana de Natal, decretou nesta sexta-feira (3) o lockdown, sistema mais rígido de isolamento social para tentar conter o avanço da pandemia de Covid-19. O município de cerca de 28,5 mil habitantes registra 343 casos confirmados de coronavírus e 13 mortes causadas pela doença.

O lockdown que entrou em vigor nesta sexta irá se estender até o dia 12 de julho. Segundo o Decreto Municipal 028/2020, ficam proibidas as circulações de pessoas e veículos nos espaços e vias públicas da cidade. As novas normas determinam ainda o fechamento completo dos estabelecimentos e serviços considerados não essenciais.

Os serviços autorizados a funcionar deverão seguir uma série de medidas sanitárias para funcionar, como restrição de aglomeração, higienização permanente de superfícies, orientação de funcionários e disponibilização de lavatórios para clientes. De acordo com a Prefeitura de Extremoz são considerados atividades essenciais:

 

I – Farmácias;

II – Hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos;

III – Lojas de venda de alimentação para animais e clínicas veterinárias;

IV – Distribuidores de gás;

V – Lojas de venda de água mineral;

VI – Padarias;

VII – Postos de combustível;

VIII – Restaurantes e estabelecimentos congêneres sediados no interior de hotéis, pousadas e similares, que deverão funcionar apenas para os hospedes e colaboradores, como forma de assegurar a quarentena;

IX – Oficinas mecânicas, borracharias, conserto de bicicletas e empresas de inspeção e perícias veiculares;

X – Bancas de jornal, exclusivamente para comercialização da mídia impressa.

XI – Empresas que prestam serviços de telefonia, internet e tv a cabo, bem como as que prestam assistência técnica e manutenção destes serviços.

XII – Empresas e atividades do ramo da construção civil.

XIII – Lojas de materiais elétricos e de construção

XIV – Óticas, consultórios médicos e odontológicos e laboratórios de exames clínicos.

XV – Atividades sociais e econômicas de combate aos efeitos da pandemia.

O decreto proíbe também a entrada e saída intermunicipal de pessoas, com exceção "nos casos de desempenho de atividade ou serviço essencial ou para tratamento de saúde, devidamente comprovados". Trabalhadores vinculados aos serviços essenciais e moradores que se ausentaram da cidade podem entrar em Extremoz, desde que apresentem documentação exigida.

 

As multas para quem descumprir as medidas estabelecidas em decreto são de R$ 150 para pessoas físicas e de R$ 500 para os estabelecimentos comerciais. A fiscalização será feita pela força-tarefa "Pacto pela Vida" da Polícia Militar em cooperação com órgãos de segurança e vigilância sanitária. De acordo com o Executivo local, barreiras de fiscalização serão montadas em pontos da cidade.

 

Para determinar as duras medidas de isolamento, o prefeito de Extremoz Joaz Oliveira levou em consideração a "demora do Estado para a disponibilização de leitos de UTI através da regulação da Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap) no caso de pacientes dos municípios que necessitam de transferência para leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI)".

 

Segundo a prefeitura, Extremoz não tem leitos de UTI com respiradores e dispõe apenas de um serviço de urgência prestado pelo Hospital Municipal, "mantido quase que na integralidade com recursos próprios, com leitos clínicos e sala de estabilização".


G1 RN

Homem é morto a tiros a poucos metros de casa em Mossoró


Crime aconteceu no bairro Santa Delmira, em Mossoró - Foto: Hugo Andrade/Inter TV Costa Branca

Um agente de endemias foi assassinado na noite desta quinta (2) a poucos metros de casa, em Mossoró, no Oeste potiguar. A vítima é Francisco Carlos Correia, de 63 anos, que era conhecido como Carlão da Sucam.

 

O crime aconteceu num local conhecido como praça do basquete, no bairro Santa Delmira.

 

A vítima estava perto de casa quando foi surpreendido pelos atiradores. Segundo a polícia, ele foi atingido por pelo menos três tiros.

 

Segundo a apuração inicial da polícia, parentes da vítima já foram assassinados anteriormente. O caso será encaminhado para a Delegacia de Homicídio. No bolso da vítima foram encontrados o celular e R$ 150.


G1 RN


quinta-feira, 2 de julho de 2020

Eleições 2020 são adiadas para novembro, confira as datas do calendário eleitoral




O Congresso Nacional aprovou uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as datas do calendário eleitoral deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus.

O calendário inicial, definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em dezembro do ano passado, previa o primeiro turno em 4 de outubro, e o segundo, em 25 de outubro. A PEC aprovada pelo Congresso adia o primeiro turno para 15 de novembro, e o segundo, para 29 de novembro.

O adiamento foi debatido pelo Congresso em audiências com especialistas e integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Veja abaixo as datas do calendário eleitoral deste ano:

a partir de 11 de agosto: emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;

31 de agosto a 16 de setembro: período destinado às convenções partidárias e à definição sobre coligações;

26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;

a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;

após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;

27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;

15 de novembro: primeiro turno da eleição;

29 de novembro: segundo turno da eleição;

até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;

até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.


G1 RN


Natal registra ocupação de 100% dos leitos estaduais há pelo menos um mês

Marcelo Casal Jr. / Agência Brasil



A ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratamento da Covid-19 voltou a subir nas últimas semanas e já supera o patamar de 80% em pelo menos 13 capitais.

Natal, capital do Rio Grande do Norte, registra uma ocupação de 100% dos leitos da rede estadual há pelo menos um mês. Rio Branco, no Acre, vive situação semelhante, com 95% dos leitos ocupados.

 

Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, São Luís, Maceió, Boa Vista, Teresina, além da região metropolitana de Vitória registram índices de ocupação de UTI acima de 80%.

 

A maioria destas capitais viram o número de casos da Covid-19 crescer nas últimas semanas após o início da reabertura gradual de atividades econômicas. Diante dese avanço, parte das cidades começou a recuar nas medidas de flexibilização, caso de Belo Horizonte.

 

Depois de iniciar a abertura em 25 de maio, a capital mineira voltou ao estágio onde apenas serviços essenciais são autorizados a abrir as portas. Com 5.195 casos e 121 mortes registrados, a capital tem ocupação de 86% nos leitos públicos reservados para Covid-19.

 

O estado Minas Gerais, que chegou perto de 92% de ocupação na semana passada, registrou taxa de 88% nesta semana -- o estado não divulga número separado de leitos para Covid-19.

 

O governo afirma ter dificuldade em expandir a rede de atendimento por causa da falta de profissionais especializados.

 

No Paraná, estado que até então não tinha decretado medidas mais restritivas, a taxa de ocupação de UTIs passou de 59% para 63%, mesmo com a abertura de 36 novos leitos em uma semana.

 

As regiões oeste e leste do estado, onde fica a Curitiba, possuem os quadros mais críticos. Na capital, 83% dos leitos para pacientes com a Covid-19 estão cheios. Em quatro hospitais de Curitiba com alas exclusivas para tratamento da doença, já não há vagas.

 

O governador Ratinho Jr. (PSD) anunciou nesta terça-feira (30) uma “quarentena restritiva”. Por 14 dias, em pouco mais de 30% dos municípios do estado, incluindo na capital, o comércio e serviços estarão restritos às atividades essenciais.

 

Também enfrentando um crescente de casos de Covid-19, Porto Alegre está com 81% das UTIs ocupadas, mas há casos de hospitais com ocupação de 95%, como o Hospital Nossa Senhora da Conceição. O prefeito da capital gaúcha, Nelson Marchezan Jr. (PSDB), restringiu atividades, vetando funcionamento de construção civil, indústria e comércio não-essencial.

 

Florianópolis também chegou a 81% dos leitos de UTI ocupados. A prefeitura da capital catarinense também restringiu circulação e até aumentou o valor do aumento de multa por falta de uso de máscara.

 

Dentre as capitais do Nordeste, a situação permanece bastante grave em Natal. Na tarde desta terça-feira, não havia leitos de UTI disponíveis na rede pública estadual para pacientes com suspeita de Covid-19.

 

O esgotamento das 54 vagas de UTI distribuídas por três hospitais estaduais da capital potiguar fez com que pacientes passassem a acionar a Justiça para conseguir um leito para tratamento.

 

Ao mesmo tempo em que enfrenta seu período mais conturbado, o Rio Grande do Norte iniciou nesta quarta-feira (1º) a flexibilização das medidas de restrição. Foi autorizada a abertura de lojas com menos de 300 metros quadrados e de salões de beleza.

 

“Se houver aumento da contaminação e da ocupação de leitos não hesitaremos em voltar a restringir as atividades para proteger a vida das pessoas”, afirmou a governadora Fátima Bezerra (PT).

 

Alagoas vive situação semelhante, com o início da flexibilização coincidindo com o período de maior ocupação de leitos para pacientes graves da Covid-19. Apesar da abertura de 33 leitos de UTI, a taxa de ocupação subiu de 73% para 79%. Em Maceió, o aumento foi ainda maior: de 74% para 86%.

 

A Bahia mantém suas medidas restritivas, mas também segue com a ocupação de leitos de UTI crescente, atingindo 77%. Em Salvador, essa taxa chegou a 82%.

 

Na região Norte, Acre e Roraima enfrentam os piores cenários. Com 95% dos leitos ocupados na capital Rio Branco, o Acre enfrenta novo esgotamento da capacidade do sistema de saúde de absorver novos pacientes.

 

Em Roraima, a ocupação dos 30 leitos reservados para adultos na única unidade de referência para Covid-19, o Hospital Geral Rubens de Souza Bento, atingiu capacidade total no começo da semana. Considerando vagas em maternidade, a taxa fica em 81%.

 

Dentre os estados do Centro-Oeste, Mato Grosso segue em cenário crítico. A ocupação de leitos de UTI sob gestão estadual alcançou 90% nesta segunda-feira (29), confirmando o avanço da Covid-19 registrado nas últimas semanas. No dia 22, o índice era de 87%.

 

Já no Distrito Federal, a taxa de ocupação de leitos de UTI caiu de 67% para 63%. A despeito da queda, houve uma evolução recente no ritmo de detecção de novos casos da doença, o que fez o governo decretar estado de calamidade pública.

 

Estados que estiveram em estado mais crítico têm menos pressão sob o sistema de saúde. O Amazonas, que chegou a ter 100% dos leitos ocupados no início da pandemia, agora tem apenas 41% das UTIs públicas com pacientes internados.

 

Em Pernambuco, que também enfrentou situação de colapso, a taxa de ocupação era de 77% nesta segunda-feira (29). É o número mais baixo desde o início de abril.

 

O Rio de Janeiro, viu a taxa de ocupação cair a 34% nesta segunda, considerando todos os 659 leitos intensivos destinados ao tratamento de Covid-19 na rede estadual. A capital, apesar da queda, ainda tem uma situação menos favorável, com 73% de ocupação nas UTIs públicas.

 

Em São Paulo, a queda é menor, mas gradual. O governo registrou uma taxa de 64,6% no estado e de 66% na Grande São Paulo nesta terça-feira. Na semana anterior, os números estavam em 65,7% e 68%, respectivamente.


AGORA RN


Prefeitura de Rafael Fernandes faz aquisição de mais equipamentos preventivos ao Covid-19





Para auxiliar no combate da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de Rafael Fernandes, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, fez a aquisição de 03 (três) lavatórios para auxiliar na higienização da população. 

A instalação das pias, com água e sabão antisséptico, acontece em diferentes pontos da cidade para auxiliar na prevenção da COVID-19. 

Na manhã desta quarta-feira (01), a equipe fez a instalação dos lavatórios na Casa Lotérica, local de bastante fluxo de pessoas, no Centro de Saúde Maria Iudete Lopes da Costa, um dos locais de atendimento médico, e também no Calçadão da Av. Egídio Chagas. 

Os lavatórios são móveis, desta forma poderão ser instalados em diversos locais da cidade, principalmente os que concentram maior aglomeração de pessoas. O método é considerado pelos órgãos de saúde uma das medidas mais eficientes no combate a esta pandemia.





Assessoria de Comunicação

quarta-feira, 1 de julho de 2020

Pesquisas desenvolvem tecidos que inativam vírus da Covid-19

Tecidos são capazaes de inativar a SARS-Cov-2



Nos últimos meses, diversos pesquisadores vêm desenvolvendo tecidos capazes de inativar a quantidade de Sars-Cov-2, vírus responsável por causar a Covid-19, em suas superfícies. No início de junho, uma pesquisa brasileira ganhou destaque pela eficácia.

A Nanox, uma Startup que já produzia tecidos que evitam a proliferação de fungos e bactérias, desenvolveu um tecido composto por poliéster, algodão e duas micropartículas de prata em busca de combater o vírus.

 

O produto foi mandado para testes ao Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) e, em parceria com a Universitat Jaume I, da Espanha, e com o Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), foi comprovado que a composição do tecido inativa até 99,9% de SARS-CoV-2 em dois minutos de contato.

 

Na Suíça, um estudo semelhante ao realizado em São Paulo comprovou a mesma eficácia no início de junho em testes com máscaras faciais.

 

Mas afinal, os tecidos são eficazes no combate ao coronavírus? Qual a sua aplicação? E o custo desses tecidos, é muito mais alto? O G1 ouviu os pesquisadores do projeto brasileiro e um infectologista para respoder a estas questões.

 

Como foi comprovada a eficácia do tecido?

Para testar a eficácia do tecido, os pesquisadores utilizaram uma grande quantidade do vírus em laboratório e isolaram essa amostra. Dentro de um frasco, o tecido foi enxarcado com uma enorme carga viral e foi observado se haveria a inatividade da Sars-Cov-2 (veja na imagem abaixo).

 

Segundo Luiz Gustavo Pagotto Simões, diretor da Nanox em dois minutos de contato do tecido de poliéster, algodão e duas micropartículas de prata com o vírus, 99,9% da Sars-Cov-2 foi inativado.

 

"Ali (na amostra) você vai ter mil unidades de vírus. Eliminando 99,9% você abaixa para cinco unidades de vírus. Então você tem uma redução drástica no vírus. O produto também é um anti fungo, antiodor e elimina a bactéria", afirmou o diretor em entrevista ao G1.

 

O Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), responsável por isolar o SARS-Cov-2 no Brasil, realizou os testes dos tecidos, liderado pelo professor Lúcio Freitas Junior, pesquisador ICB-USP, que explica como o procedimento foi realizado:

 

"Infectamos um tecido sem modificação, outro com as duas modificações e um com o vírus que ficou dentro de um tubinho, sem nada, durante todo esse tempo. A gente teve que assumir o caos e testar todas as possibilidades possíveis, e deu um resultado interessante. O tecido normal (sem modificação) já elimina 20% do vírus. No pano com a modificação, elimina 99,9% do vírus. Simplesmente isso", afirmou o professor.

Agora RN

Homem morre e moto pega fogo após acidente com ônibus na BR-101


Moto colidiu na traseira de ônibus - Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

Um motoqueiro morreu em um acidente na BR-101, no início da tarde desta terça-feira (30). A colisão entre moto e ônibus ocorreu no sentido Natal/Parnamirim. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) isolou a área e interditou duas faixas da via, o que deixou o trânsito lento na região.

 

De acordo com a PRF, o motociclista colidiu na traseira de um ônibus intermunicipal. Com o impacto da batida, a moto pegou fogo e ficou completamente destruída. A vítima morreu na hora e sequer teve tempo de ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foi acionado. Até o fechamento desta matéria, a vítima do acidente não havia sido identificada.


G1 RN


RN dá início à retomada gradual das atividades econômicas; confira as três fases

CNatal não seguiu o decreto estadual e antecipou a abertura do comércio
para terça (30). - Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi



O Rio Grande do norte dá início nesta quarta-feira (1º) à retomada gradual das atividades econômicas. Salões de beleza, barbearias, armarinhos e lojas de roupa com até 300 metros quadrados estão entre os estabelecimentos que podem reabrir nesta primeira fase.

 

Para reabrir, o comércio deve respeitar o protocolo de segurança sanitária que prevê, dentre outras coisas, o uso de máscara e a disponibilização de álcool em gel para os clientes e funcionários.

 

As atividades econômicas do Estado estão suspensas desde o final de março quando o governo publicou o primeiro decreto de restrição ao comércio por causa da pandemia do coronavírus. Nesta terça (30), o RN registrava 30.287 casos confirmados da Covid-19 e 1.034 mortes pela doença.

 

O plano do governo de reabertura do comércio é dividido em três fases. A última delas está prevista para 5 de agosto e vai permitir o funcionamento de academias e shoppings que tenham sistema de ar condicionado.

 

Nem todas as cidades vão seguir o decreto estadual. Natal, por exemplo, antecipou a reabertura do comércio para terça (30). Mossoró publicou um decreto que flexibiliza ainda mais o comércio. Já Touros, no litoral norte, só vai dar início à retomada das atividades econômicas no dia 7 de julho.

Nesta terça-feira (30), a governadora Fátima Bezerra (PT) alertou a população que, apesar do início da retomada das atividades econômicas do Rio Grande do Norte, ainda "não é tempo de normalidade" e é preciso manter o distanciamento social.

 

Fase 1 (1º a 14 de julho):

Primeira Fração (01/07):

Serviços:

Atividades de informação, comunicação, agências de publicidade, designs e afins;

Salão de beleza, barbearias, e afins;

Lojas (Lojas até 300m2 e com "Porta para Rua”):

Papelarias, Bancas de Revistas, e Livrarias;

Lojas de produtos de climatização;

Lojas de bicicletas e acessórios;

Lojas de vestuários;

Armarinhos.

Segunda Fração (08/07):

Serviços:

Alimentação I (Restaurantes; Lanchonetes; Food-Parks)

Até 300m2

4 pessoas por mesa

2m mesa a mesa/ 1m entre pessoas

Proibido de venda e consumo de bebida alcoólica no estabelecimento.

Lojas (Lojas até 600m2 e com "Porta para Rua”):

Lojas de móveis, eletrodomésticos e colchões;

Lojas de departamento e magazines (que não funcionem em Shoppings ou Centros Comerciais);

Agências de Turismo;

Calçados;

Lojas de brinquedos, artigos esportivos e de caça e pesca;

Instrumentos musicais e acessórios; equipamentos de áudio e vídeo e Lojas de eletrônicos/informática e equipamentos de telefonia e comunicação;

Joalherias, relojoarias, bijuterias e artesanatos;

Lojas de cosméticos e perfumaria.

Fase 2 (15 a 28 de julho):

Primeira Fração (15/07):

Academias abertas (sem uso de ar condicionado).

Segunda Fração (22/07):

Centros comerciais e galerias (sem ar condicionado).

Fase 3 (29 de julho a 11 de agosto):

Primeira fração (29/07):

Alimentação II (Bares e restaurantes (maiores que 300m²)).

Segunda fração (05/08):

Academias em funcionamento com uso de ar condicionado;

Shoppings Centers (com ar condicionado).


G1 RN


terça-feira, 30 de junho de 2020

Vacina de Oxford pode ser distribuída este ano, diz Astrazeneca, A vacina está sendo testada no Brasil



A vacina contra o covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, com testes no Brasil, poderá ficar disponível à população ainda este ano. A afirmação foi feita por Maria Augusta Bernardini, diretora-médica do grupo farmacêutico Astrazeneca. O grupo anglo-sueco participa das pesquisas da universidade inglesa em parceria com Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“Esperamos ter dados preliminares quanto a eficácia real já disponíveis em torno de outubro, novembro”, disse Bernardini. Segundo ela, apesar de os voluntários serem acompanhados por um ano, existe a possibilidade de distribuir a vacina à população antes desse período.

“Vamos sim analisar, em conjunto com as entidades regulatórias mundiais, se podemos ter uma autorização de registro em caráter de exceção, um registro condicionado, para que a gente possa disponibilizar à população antes de ter uma finalização completa dos estudos”, acrescentou, destacando que os prazos podem mudar de acordo com a evolução dos estudos.

Segundo ela, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tem se mostrado disposta a colaborar. A vacina está atualmente na fase três de testes. Isso significa, de acordo a Unifesp, que a vacina se encontra entre os estágios mais avançados de desenvolvimento. O Brasil é o primeiro país fora do Reino Unido a iniciar testes com a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e um dos motivos que levaram à escolha foi o fato de a pandemia estar em ascensão no país.

“O Brasil é um grande foco de crescimento, de mortalidade, o que nos coloca como ambiente propício para demonstrar o potencial efeito de uma vacina. Para isso precisamos ter o vírus circulante na população e esse é o cenário que estamos vivendo”, disse Bernardini. Ela participou, hoje (29), de uma conversa, transmitida ao vivo pela internet, com o embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan.

A diretora-médica da Astrazeneca também destacou que a atuação de pesquisadores brasileiros em Oxford e sua reputação foi outro fator influenciador para trazer a pesquisa para o Brasil. “Isso fortaleceu a imagem a reputação científica do Brasil, além de facilitar, trazer com agilidade o estudo em termos de execução”.

Vantagens da vacina de Oxford

Segundo ela, a vacina de Oxford tem vantagem sobre outras em desenvolvimento no mundo pois, além de usar uma plataforma já conhecida e testada em vírus como Mers e Ebola, funcionaria com uma dose única. “Estamos desenvolvendo uma vacina em dose única. É um diferencial. […] Outro diferencial que temos é que sabemos que potencial da geração de anticorpos é muito forte, muito positivo”.


Agência Brasil

Governadora anuncia que aulas presenciais podem ser retomadas em agosto no RN

Governadora Fátima Bezerra - José Aldenir / Agora RN




A governadora Fátima Bezerra anunciou nesta terça (30) que as aulas presenciais no Rio Grande do Norte podem ser retomadas no dia 14 de agosto. As aulas estão suspensas desde 18 de março por causa da pandemia do coronavírus.

Em entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi, Fátima afirmou que a retomada das aulas presenciais "passa por uma série de medidas porque tem que se dar de maneira muito segura" e que a data ainda é um indicativo e não está definida.

"Temos uma grande preocupação do ponto de vista da aprendizagem. A maior parte dos alunos da rede pública não têm internet, e o Enem tá aí, vai ter Enem. Estamos muito preocupados com isso e a discussão que está sendo feita é para que a gente possa retomar as aulas a partir de 14 de agosto", afirmou a gestora.

"Ainda não é tempo de normalidade"

A governadora ainda alertou a população que, apesar do início da retomada das atividades econômicas do Rio Grande do Norte, ainda "não é tempo de normalidade" e é preciso manter o distanciamento social. O primeiro decreto que suspendeu o funcionamento das atividades econômicas por causa da pandemia do coronavírus é de 20 de março.

A gestora disse ainda que novos leitos devem ser abertos ainda esta semana para que o Estado chegue à taxa de 80% de ocupação. Além disso, a governadora afirmou que o Estado vai requisitar leitos de hospitais privados para atendimento no SUS.

"Vamos requisitar, se necessário, aos hospitais privados para que esses leitos que foram instalados para pacientes da Covid-19 não sejam desmobilizados para que a gente possa contratar mais leitos da rede privada", disse.

O decreto de 4 de junho previa como condição essencial para a implementação inicial do plano de retomada gradual das atividades econômicas no Rio Grande do Norte "que exista desaceleração da taxa de transmissibilidade da COVID-19 de maneira sustentada e a ocupação dos leitos públicos de UTI seja inferior a 70%".

No entanto, de acordo com a governadora, essa taxa de ocupação de leitos agora deve ser de, no mínimo, 80%. Na manhã desta terça (30) a ocupação era de 87%. "Ainda esta semana serão entregues 15 leitos no Hospital João Machado para pacientes com Covid-19, o que vai diminuir essa taxa de ocupação", disse a gestora.

Ela ressaltou que a retomada deve ser feita seguindo todos os protocolos de segurança sanitária que inclui, dentre outras coisas, a obrigatoriedade do uso da máscara e a disponibilização de álcool em gel em todos os estabelecimentos comerciais.

"Nós não queremos ter retrocesso, muito pelo contrário, nós queremos que essa retomada se dê de forma gradual, segura e para isso o compromisso de todos é fundamental. Entender que não estamos em tempo de normalidade de maneira nenhuma, é tempo de ficar em casa, só sair quando realmente necessário, e quando sair não esquecer do uso da máscara. As empresas têm que cumprir fielmente todos os protocolos do decreto para que nós tenhamos uma retomada com toda a segurança e tranquilidade que a população do RN deseja e merece".

Apesar disso, a governadora afirmou que titubeará em retroceder na retomada das atividades se a taxa de ocupação de leitos e a taxa de transmissibilidade da Covid-19 aumentarem. "Eu não titubearei, em primeiro lugar, a defesa da vida. O emprego a gente corre atrás, a aula a gente repõe, mas a vida não tem volta de maneira nenhuma", disse.

"Continuamos recomendando e pedindo às prefeituras que os acessos às praias continuem interditados. Continuaremos com todas as medidas de distanciamento social, elas são extremamente necessárias para que esse primeiro passo da retomada gradual seja seguro, para que a gente dê um passo seguro para as fases 2 e 3", concluiu.



Agora RN


Rafael Fernandes resiste a pandemia; Município do Alto Oeste é o único do RN que ainda não possui registro de casos confirmados do Covid-19.

Rafael Fernandes é o único município do RN, sem registro de casos de Covid-19 - Foto/Reprodução



Até o presente momento, a Secretaria Municipal de Saúde, informa que não há nenhum registro de caso positivo para o Covid-19, sendo desta forma, o município de Rafael Fernandes, o único dentre os 167 do Estado do Rio Grande do Norte, sem registro da doença.

 Vale ressaltar o trabalho conjunto na gestão do prefeito Bruno Anastácio (DEM) de todas as secretarias municipais no combate a pandemia, que também atuaram no sentido de orientar toda a população a seguir as normas, decretos e orientações preventivas de saúde e que, portanto, estão resultando, no afastamento do novo Coronavírus na cidade até a data de hoje, segunda-feira (29 de Junho).

No histórico das ações desencadeadas, frise-se que, ainda no mês de março, a Secretaria Municipal de Saúde de Rafael Fernandes instaurou um "Comitê Municipal de Enfrentamento ao novo Coronavírus (2019-nCoV)", formado por profissionais da Atenção Básica e coordenados pela Secretária Municipal de Saúde, Hiudevan Duarte.

Na sequência, a Secretária Hiudevan Duarte publicou a Portaria 01, de 17 de março de 2020, a qual determinou a suspensão por prazo indeterminado de todas às ações coletivas realizadas pela Secretaria de Saúde, dentre elas ações da Equipe NASF, da Equipe de Saúde na Escola, Grupo de Gestantes, Pesagens do Programa Bolsa Família dentre outras, como se vê no teor da referida Portaria.

Além disso, concomitante ao empenho na orientação à população, a Secretaria de Saúde tratou de realizar a capacitação dos profissionais em saúde, tanto na forma de assepsia pessoal, quanto dos locais de trabalho, bem como na forma de notificação dos casos suspeitos, adequação de uma sala só para o isolamento desses casos, preenchimento da fixa específica, e a comunicação imediata com a chefia da Vigilância em Saúde do Município, incluindo locomoção adequada do paciente até o Hospital Regional de Pau dos Ferros para realização de exames e encaminhamentos de pacientes direto para suas residências, onde lá deverá cumprir sua quarentena.

"Ademais, importa informar que atualmente mantemos abertas duas Unidades de Saúde e ampliamos os dias de atendimento médico, passando a ser de segunda a sábado, atendimento esse que se diferencia da realidade da maioria dos municípios da região, que em regra só oferecem atendimento médico de quatro a cinco dias por semana", destacou a secretária Hiudevan.

Em uma das frentes de atuação no combate ao COVID, a Secretaria de Saúde de Rafael Fernandes vem mantendo a prestação de seus serviços a população de Rafael Fernandes, entregando a todos os seus servidores os Equipamentos de Proteção Individual necessários a segurança no trabalho e à saúde de seus servidores.

"Luvas, álcool em gel e álcool 70, máscaras cirúrgicas e máscaras N95, tocas, óculos de proteção e protetores faciais (Face Shields), os equipamentos essenciais para garantir a proteção da saúde de nossos servidores vem sendo entregues e seu uso vem sendo obrigatoriamente exigido em nossas unidades de saúde", frisou Hiudevan.


Criação de Protocolos e Notificações Próprios do Município

 

A Secretaria de Saúde de Rafael Fernandes criou um protocolo da forma de registro dos casos, investigação, manejo e adoção de medidas preventivas, como; notificação de estabelecimentos Comerciais, visitação em todos os restaurantes, lanchonetes e bares, farmácias e casa lotérica do município, ocasião em que foram repassadas orientações acerca de medidas preventivas ao contágio e propagação do COVID-19, inclusive através de carros de som.

Notificação de pessoas que vem de fora da cidade, de locais onde o COVID-19 encontra-se mais disseminado: também é vista como uma ação diferenciada como forma de proteção aos habitantes do município. Também, quando acontece a divulgação da morte de algum munícipe, independente do dia, um servidor da vigilância em saúde vai até a casa da família e entrega uma orientação expressa sobre às formas de prevenção contra o novo coronavírus, tal informativo discrimina medidas de controle de aglomerações.

De acordo com a secretária Hiudevan, a gestão municipal não apenas criou um espaço para realização dos swabs e testes rápidos nos casos enquadrados como suspeitos (espaço este que funciona na Maternidade), como também Rafael Fernandes foi uma das primeiras cidades a realizar tais testes, detalhe: sem necessitar encaminhar o paciente para o Hospital Regional.

A interdição de algumas vias públicas, no afã de reduzir o risco de aglomerações, como praças públicas, desinfecção das vias públicas, segundo o Protocolo da ANVISA, desde o dia 03 de abril de 2020 até os presentes dias, também vem garantindo tranquilidade à população local.

Ademais, em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, a Secretaria de Saúde efetuou a compra de máscaras de proteção facial, que estão sendo entregues à população e, por último, a realização de barreiras sanitárias na BR-405, principal via de acesso e que transpassa toda a cidade, tem tornado eficaz o trabalho preventivo da gestão Bruno Anastácio que coloca o município de Rafael Fernandes como referência no Estado em relação ao combate a pandemia que assola o mundo inteiro.



Política Pau-Ferrense  

segunda-feira, 29 de junho de 2020

Beneficiários do Bolsa Família têm hoje parcela de auxílio emergencial




Mais 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família com Número de Identificação Social (NIS), final 9, recebem hoje (29) a terceira parcela do auxílio emergencial. 

Os integrantes do programa começaram a receber a terceira parcela no último dia 17. Os primeiros a receber foram os beneficiários com NIS final 1. E os últimos serão os beneficiários com NIS final 0, amanhã (30).

Os repasses de R$ 600 a R$ 1.200 obedecem ao calendário habitual do programa até 30 de junho.

O auxílio emergencial é parte das ações do governo federal para reduzir os impactos socioeconômicos causados pela pandemia de covid-19.

Confira calendário de pagamento para beneficiários do Bolsa Família:


Agência Brasil 

Águas do Rio São Francisco chegam ao Ceará




As águas do Rio São Francisco chegaram nesta sexta-feira (26) ao Ceará, com o acionamento da comporta do Eixo Norte do Projeto de Integração do São Francisco. A cerimônia teve a presença do presidente República, Jair Bolsonaro.

Com a abertura da comporta, as águas que já abastecem o Reservatório Milagres, em Pernambuco, passarão pelo Túnel Milagres, na divisa dos dois estados, chegarão ao Reservatório Jati e seguirão, por fim, até a Paraíba e o Rio Grande do Norte.

“Esse é um marco para o Ceará, para o Rio Grande do Norte e para todo o Nordeste. Além de garantir água a milhões de pessoas, o Eixo Norte impulsionará o desenvolvimento econômico na região que sempre enfrentou muita escassez hídrica”, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que também participa do evento..

O Projeto de Integração do Rio São Francisco soma 477 quilômetros de extensão é o maior empreendimento hídrico do país. Quando todas as estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas em 390 municípios de Pernambuco, da Paraíba, do Ceará e Rio Grande do Norte serão beneficiadas.

 

Agência Brasil 

Com informações do Ministério do Desenvolvimento Regional

RN tem 24.301 casos confirmados de Covid-19 e 937 mortes causadas pela doença



O Rio Grande do Norte tem 24.301 casos confirmados de Covid-19 e 937 pessoas mortas pela doença. Os números são os mais recentes sobre o avanço da pandemia no estado e foram divulgados neste domingo (28) pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Aos domingo, a Sesap não divulga o boletim epidemiológico detalhado sobre o novo coronavírus. A Secretaria repassa à imprensa somente os dados referentes a mortos, infectados, casos descartados e recuperados.

Neste sábado (27), a Secretaria de Saúde não repassou os números da pandemia e nem publicou o boletim. A Sesap não informou o motivo pelo qual não o fez.

De acordo com esses dados enviados neste domingo (28), as pessoas que contraíram o vírus e já se curaram da Covid-19 são 2.904 no estado potiguar. Com relação aos casos descartados, são 37.256.

 

Situação do coronavírus no RN

937 mortes

24.301 casos confirmados

31.928 suspeitos

37.256 descartados

2.904 recuperados



G1 RN

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Rafael Fernandes: Servidores da Secretaria de Saúde e Polícia Militar atuaram em ações integradas de prevenção à Covid-19 no município





A equipe de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Rafael Fernandes, em parceria com a Polícia Militar do município e alguns voluntários, iniciaram as ações do "Pacto Pela Vida", operação esta criada pelo Governo do Rio Grande do Norte, que tem por fim orientar a população e promover a desmobilização de aglomerações.



Por ocasião, à Equipe de Vigilância em Saúde, acompanhada da Polícia Militar visitaram em loco, todos os estabelecimentos comerciais da zona urbana e rural da cidade, fiscalizando o cumprimento das medidas de prevenção adotadas para funcionamento e de forma educativa, promovendo orientações. 



Além disso, também foi realizada a instauração de Barreiras Sanitárias na BR-405, via que transpassa a cidade.



Neste período, além das ações integradas com apoio entre a Saúde e a Segurança Estadual necessitamos, mais do que nunca da colaboração da população, para prevenir o contágio e disseminação do novo coronavírus (Covid-19), em nossa amada cidade.



Assessoria

RN atinge pico da pandemia de Covid-19, diz Secretaria Estadual de Saúde

Alessandra Lucchesi, subcoordenadora de vigilância epidemiológica do RN - Foto: Governo do RN/Reprodução
                                  

O Rio Grande do Norte atingiu o pico da pandemia de Covid-19 nesta quinta-feira (25), segundo garantiu Alessandra Lucchesi, subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). A ocupação de leitos está em 96%.

"Analisando o cenário epidemiológico, a gente consegue evidenciar que estamos sim no pico da pandemia aqui no estado"

Em outras palavras, isso significa dizer que o estado chegou ao pior estágio da doença e a tendência é de que a curva dos casos confirmados e de óbitos por coronavírus se estabilize e comece a cair em seguida. No entanto, é necessário passar pelo pico para saber se ele, de fato, foi atingido.

Por esse motivo, a Sesap afirma que irá observar o comportamento da doença pelos próximos 10 dias. O panorama anunciado nesta quinta-feira (25) pela pasta é baseado no cenário atual (casos, mortes e taxa de transmissibilidade), que reflete o período de uma a duas semanas atrás, o que é chamado de "delay" epidemiológico.

"Vale salientar que existem diferenças de região para região, são muitas variáveis, mas isso é o que temos hoje. Os dados de hoje informam o que aconteceu há sete, dez, doze dias atrás. O que nós esperamos é que o número de casos e mortes continue alto, mas não crescente de forma exponencial, e depois a curva comece a cair", explica Alessandra Lucchesi.

O quadro do Rio Grande do Norte mostra que a doença cresceu rapidamente ao longo das últimas semanas, o que para a Sesap é o principal indicativo de que a pandemia tenha atingido o seu pior momento. Na quarta-feira (24), o estado registrou 64 mortes em 24 horas.

Mais da metade dos óbitos e casos confirmados desde o início da pandemia no estado, no dia 12 de março, foram registradas no mês de junho. Segundo a Sesap, o RN tem 22.599 casos confirmados e 858 óbitos por coronavírus, os dados divulgados em entrevista coletiva deverão ser publicados no boletim epidemiológico da secretaria nesta quinta (25).


G1 RN